Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Publicidade



Cactos e o seu significado

por Muito Mais, em 23.06.10

Muitas vezes ouvir dizer que não se deviam oferecer cactos aos amigos, hoje descobri o quanto estava errada.

Por diversas vezes me disseram " Quem dá cactos, quer desacatos". Eu que sou uma fã de cactos sentia uma certa tristeza, mas hoje fiquei de muito feliz. Afinal eles segundo o Feng Shui são Guardiões e não trazem os desacatos.

 

Cactos

 

 

Segundo o Feng Shui os cactos são considerados Guardiões, por serem purificadores de ambientes e, de acordo com os especialistas desta técnica milenar, os cactos agem como uma barreira para os raios gama emitidos por computadores e aparelhos de TV.

Os cactos, por viverem em regiões áridas e isoladas, ajudam as pessoas e conhecerem a sua força interna em momentos de solidão. Pelo fato de os cactos armazenarem água (elemento que simboliza sentimentos e emoções) dentro do caule, o mesmo favorece aqueles que se defendem muito das próprias emoções.
Os espinhos podem parecer hostis, mas fazem parte da estratégia de sobrevivência da planta, natural de clima árido e terrenos difíceis, transmitindo proteção e segurança ao seu portador.
Tê-las por perto é um lembrete de vitalidade, persistência e integração com tudo o que está a nossa volta.

 

Cactos

Autoria e outros dados (tags, etc)


Cactos de Jardim

por Muito Mais, em 22.06.10

Cactos
Cactos
cactos
cactos
cactos

Autoria e outros dados (tags, etc)


Cactos

por Muito Mais, em 19.06.10

cactos

Os cactos compõem uma das espécies mais conhecidas de plantas suculentas e caracterizam-se por sobreviver em condições extremas de seca, ao acumular àgua em seus caules, flores e raízes.

Os cactos tiveram sua primeira aparição na América, e logo depois se expandiu por todo o mundo.
A origem do nome: o termo cactos foi usado há cerca de 300 anos antes de Cristo pelo grego Teofrastus.

Cultivo de Cactos

Os cactos precisam de sol, ventilação e e pouquíssima humidade.
A exceção fica por conta dos mini cactos (aqueles que encontramos até em supermercados, em pequenos vasinhos) que, em geral, têm menos de três anos. Como são bem jovens, os mini-cactos apresentam uma resistência menor à exposição direta do sol. Desta forma, é melhor colocá-los em áreas arejadas, mas longe da luz solar direta.

Água e regas no cultivo de cactos

É o fatos mais importante para o sucesso no cultivo de cactos. A quantidade de água necessária para a manutenção dos cactos depende de outros tópicos como: (drenagem, temperatura, terra, entre outros), tornando difícil administrar as regas, porém é possível chegar em numa média, de acordo com os períodos do ano.

No verão, as espécies com mais de três anos devem ser regadas a cada 5 ou 6 dias; já os minicactos a cada 4 dias.
No inverno, os cactos mais velhos devem receber água a cada 12 dias e os jovens a cada 8 dias.
Toda a terra ao redor deverá ser molhada, porém, não encharcada.
Permita que a água seja absorvida antes de adicionar mais água.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


CACTOS

por Muito Mais, em 28.03.09

 

      Cactos Mistura - JARDICENTRO LOJA ONLINE

Os cactos necessitam de sol e odeiam umidade. Conhecendo isso, já se sabe o mais importante sobre essas plantas de formas e tamanhos tão diferentes (variam de 2cm a 15cm de altura), pertencentes à família das Cactaceae, originária da América do Norte. O nome deriva do grego Káktos, que significa planta espinhuda - afinal, essa espécie é cheia de espinhos e pêlos em seus caules carnudos e cheios de água.
Apesar do habitat original desértico, os cactos vão bem em climas amenos, e deve ser plantado em solo árido, uma mistura de areia e terra, e em local com luz direta e pouca água.
Como algumas espécies menores podem não se adaptar ao solo para onde forem transplantadas, é melhor plantá-las no jardim mantendo-as dentro dos vasinhos em que estiverem, especialmente se forem cactos enxertados.
A montagem do jardim de cactos deve seguir o roteiro abaixo:
• preparação do local - escolher um canto com pequeno declive. Se não houver, pode-se amontoar algumas pedras ou formar montinhos de terra, para drenar bem a água. O solo ideal é obtido com a mistura de partes iguais de areia, terra local e adubo orgânico (humus de minhoca, torta de mamona ou esterco animal). Revolver bem o solo tratado, cobri-lo com plástico e deixá-lo curtir por trinta dias. Observar que a camada tratada tenha pelo menos 50cm de profundidade.

• plantio das mudas - a melhor época é entre o fim do outono e o início da primavera, quando as chuvas diminuem. Começar pelo fundo do jardim, plantando as mudas maiores, depois passar para as de porte médio e, finalmente, as menores. As covas defem ter o tamanho que abrigue as raízes.
• cuidados finais - colocar seixos rolados, pedriscos ou uma camada de areia ao redor das plantas - além de fazerem o acabamento, esses materiais protegem os caules. As regas, no primeiro mês, devem ser feitas duas vezes por semana; depois disso, só quando a ausência de chuva for longa.

Fonte: Revista Arquitetura & Construção - jun/97.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Jardins - Jardins em miniatura

por Muito Mais, em 11.02.09

Os jardins em miniatura podem variar consideravelmente desde uma réplica em tamanho reduzido de um jardim ao ar livre a um pequeno grupo de plantas anãs dispostas numa travessa. Praticamente, qualquer tipo de travessa ou de tabuleiro pode servir para este fim desde que tenha profundidade suficiente para conter uma camada de material de drenagem pouco espessa coberta com uma ligeiramente mais espessa de mistura de envasar. Um rock garden em miniatura pode constituir um centro de mesa encantador. Construído em torno de pedras cuidadosamente escolhidas para simular rochedos e afloramentos do solo, um jardim deste tipo poderá incluir espécimes pequenos de heras simples e variegadas, ficus pumila, tolmiea menziesii, etc. Um jardim com plantas em flor é mais complicado e mais colorido, mas a sua imaginação e paciência podem conseguir resultados muito mais interessantes. Entre as plantas mais apropriadas para jardins em miniatura, contam-se os cactos e outras suculentas, com sistemas radiculares pouco profundos.

 

Retirado do Site:http://plantasdeinterior.com.sapo.pt/

Autoria e outros dados (tags, etc)


Cuidados a ter em Fevereiro

por Muito Mais, em 09.02.09

O mês que antecede a chegada da Primavera exige cuidados acrescidos. Saiba o que deve fazer para ter plantas mais cuidadas

Semeie para dar cor
Este é um bom mês para as sementeiras de interior. Nas jardineiras das janelas pode instalar plantas que darão cor à fachada da casa.

Regue com precaução
Regue quando os substratos se encontrem secos no caso de cactos e aumente nas plantas que reiniciam a actividade e as que têm muitas flores.

Adubar sem químicos
Até ao próximo mês não aplique adubos químicos nas plantas de casa. No terraço pode aplicar adubo orgânico.

Não pode todas as plantas, apenas algumas
Se algumas plantas apresentam vegetação pobre, corte-as quase ao nível do substrato. Pode também podar a poinsetia ou flor de Natal.

Combata a seca
Se não tem plantas que tolerem a seca (cactos e suculentas), aumente a humidade nas dependências com aquecimento.

Se as suas plantas estão em...

    ... Interior quente
    Estacas, renovos e divisões dão-se bem. Renove a ficus elastica e divida cintas e tradescâncias (erva-da-fortuna). Coloque as plantas novas em zona quente para enraizarem bem.

    ...Interior fresco
    Elimine as raízes velhas e plante com substrato no os tubéculos de gloxinia, ciclamen ou begónias. A partir do fim do mês emitem rebentos.

    ... No terraço
    A cochonilha ataca uma série de plantas nesta época. Elimine-as à mão ou com um pano empapado em álcool.

    ... No pátio
    Renove o substrato superficial das plantas grandes e pesadas para beneficiarem de novos nutrientes.

Retirado do site: http://mulher.sapo.pt/jardins

Autoria e outros dados (tags, etc)



Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D





Mais sobre mim

foto do autor