Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Publicidade



Jardins sempre bonitos I

por Muito Mais, em 27.06.10

No seguimento de um artigo anterior aqui ficam  mais algumas sugestões de plantas ornamentais que que necessitam de pouca água para sobreviver.

 

Craveiro, Cravina (Dianthus)

Craveiro, Cravina (Dianthus)

Maravilhas (Calendula)

Maravilhas (Calendula)

Salva (Salvia argentea)

salva

Salva (Salvia officinalis)

salva

Autoria e outros dados (tags, etc)


Cravos Chinensis

por Muito Mais, em 07.02.09

Nome científico: Dianthus caryophyllus.

Variedade: Chinensis.

Nome comum: Cravo ou Cravina.

Nomes populares: Cravo, Cravina, Cravinhas, Cravo-do-Poeta, Cravo da China.

Família: Caryophyllaceae.

Origem: Região Mediterrânica, China.

História: Os cravos eram consideradas, “flores divinas” pelos antigos gregos, sendo também muito retratadas na época do renascimento, pois era símbolo de fidelidade. Muito citada na literatura, a flor desta planta tinha um significado especial, pois representava o homem nos romances, enquanto a rosa representava a mulher.

Descrição: Planta perene, de curta duração, muitas vezes cultivada como anual. Possui caule herbáceo, ramificado, de cor verde claro a verde azulado, de porte erecto e com nós salientes. As folhas são persistentes, sésseis, de inserção oposta e de forma linear, de cor verde médioa verde azulado. Não possuem pecíoloe nascem directamente abraçando os caules.As flores são solitárias, panículadas ou no topo do caule, com cálice tubular com 5 sépalas abertase estendidas com um diâmetro de cerca de 3 cm, dobradas com as bordas recortadas. Apresenta uma vasta variedade de cores desde o branco, rosa, vermelho e amarelo, com diversas tonalidades e misturas. O fruto é uma cápsula. Estas plantas podem atingir alturas de 20-45cm.

Sementeira: No local definitivo na Primavera/Verão (Maio/Julho) ou Outono nas zonas mais quentes. Em estufa ou estufim de Janeiro a Abril. Usar uma boa terra para a sementeira, cobrindo as sementes com uma fina camada. Manter a terra húmida até germinarem (7-14 dias), diminuindo depois as regas. Temperatura ideal para a germinação é de 15-20 Cº.

Transplantação: Primavera /Outono. Transplantar quando as plantas apresentarem tamanho suficiente. Espaçamento de 15 cm.

Crescimento: Médio.

Luz: Sol. Exigente em luminosidade. Planta de dia-neutro.

Solos: Prefere solos franco-arenosos, férteis, bem drenados, neutros a calcários. A Cravina é uma planta sensível à falta de arejamento.

Temperatura: Clima temperado a temperado-quente. Planta semi-rústica.

Rega: Regular.

Adubação: Quando necessário ou na altura da floração. Não utilizar fertilizantes á base de amónio. Ex. 5-10-5.

Poda: Cortar as flores secas para prolongar a floração. Amparar os caules altos com canas.

Floração: Verão. Nas espécies perenes, em condições adequadas pode florir durante todo o ano.

Pragas e doenças: Afídeos, ácaros, tripes, mosca branca, Fusarium, Rhizoctonia, Alternaria, Botrytis, ferrugem.

Multiplicação: Semente ou estacas.

Utilização: Canteiros, maciços e bordaduras, flor de corte, vaso.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Cravos do Poeta

por Muito Mais, em 04.02.09

Nome científico: Dianthus caryophyllus.

Variedade: Cravos do Poeta.

Nome comum: Cravina.

Nomes populares: Cravo, Cravina, Cravinhas, Cravo-do-Poeta.

Família: Caryophyllaceae.

Origem: Região Mediterrânica.

História: Os cravos eram consideradas, “flores divinas” pelos antigos gregos, sendo também muito retratadas na época do renascimento, pois era símbolo de fidelidade. Muito citada na literatura, a flor desta planta tinha um significado especial, pois representava o homem nos romances, enquanto a rosa representava a mulher.

Descrição: Planta perene, anual ou bienal de curta duração, muitas vezes cultivada como anual. O Cravo do Poeta possui caule herbáceo, ramificado, de cor verde claro a verde médio, de porte erecto e com nós salientes. As folhas são persistentes, sésseis, de inserção oposta e de forma linear, de cor verde médio. As flores são agrupadas, panículadas ou no topo do caule, com cálice tubular com 5 sépalas abertase estendidas com um diâmetro de cerca de 3 cm, dobradas com as bordas recortadas. Apresenta uma vasta variedade de cores desde o branco, rosa, vermelho e amarelo, com diversas tonalidades e misturas. O fruto é uma cápsula. Estas plantas podem atingir alturas de 20-45cm.

Sementeira: No local definitivo na Primavera/Verão (Maio/Julho) ou Outono nas zonas mais quentes. Em estufa ou estufim de Janeiro a Abril. Usar uma boa terra para a sementeira, cobrindo as sementes com uma fina camada. Manter a terra húmida até germinarem (7-14 dias), diminuindo depois as regas. Temperatura ideal para a germinação é de 15-20 Cº.

Transplantação: Primavera /Outono. Transplantar quando as plantas apresentarem tamanho suficiente. Espaçamento de 38-45 cm.

Crescimento: Médio.

Luz: Sol. Exigente em luminosidade. Planta de dia-neutro.

Solos: Prefere solos franco-arenosos, férteis, bem drenados, neutros a calcários. Planta sensível à falta de arejamento.

Temperatura: Clima temperado a temperado-quente. Planta semi-rústica.

Rega: Regular.

Adubação: Quando necessário ou na altura da floração. Não utilizar fertilizantes á base de amónio. Ex. 5-10-5.

Poda: Cortar as flores secas para prolongar a floração. Amparar os caules altos com canas.

Floração: Verão. Nas espécies perenes, em condições adequadas pode florir durante todo o ano.

Pragas e Doenças: Afídeos, ácaros, tripes, mosca branca, Fusarium, Rhizoctonia, Alternaria, Botrytis, ferrugem.

Multiplicação: Semente ou estacas.

Utilização: Canteiros, maciços e bordaduras, flor de corte, vaso.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D





Mais sobre mim

foto do autor